Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

Publicado: Segunda, 23 de Julho de 2018, 17h25 | Última atualização em Terça, 24 de Julho de 2018, 16h12 | Acessos: 497

O Curso de Graduação em Design da UFAM teve sua origem em 1987. Então denominado Desenho Industrial, o curso foi criado a partir de um projeto elaborado por professores do curso de Engenharia Civil da Faculdade de Tecnologia, cuja aprovação no âmbito do Conselho Departamental desta  unidade ocorreu em 21 de agosto de 1987. Após aprovação interna, a proposta seguiu para apreciação da administração superior da Universidade e ainda em 1987, o CONSEP (Conselho de Ensino e Pesquisa) aprovou a resolução nº 010/87 de 24 de agosto de 1987 que tratava do plano de criação do Curso de Desenho Industrial, com uma oferta inicial de 20 vagas.

Após ser aprovado pelo CONSEP o processo foi submetido à apreciação do CONSUNI (Conselho Universitário) que aprovou a sua criação definitiva através da Resolução 020/87 CONSUNI, que autorizou a sua inclusão a partir do vestibular de 1988 entre o elenco de opções listadas na área de Ciências Exatas. Com a aprovação no CONSUNI e a proximidade do vestibular para o ingresso dos primeiros alunos, houve a necessidade de aprovar em âmbito institucional o Currículo Pleno do Curso de Desenho Industrial o que ocorreu através da apreciação e aprovação de seu Projeto Pedagógico pelo CONSEP publicada na Resolução 015/88 deste conselho em outubro de 1988. O primeiro vestibular para o curso de Desenho Industrial foi realizado no segundo semestre de 1987 (com entrada dos alunos em 1988), admitindo vinte discentes dos quais aproximadamente apenas 20% dos alunos chegaram a concluir o curso.

O Curso possuía então uma estrutura curricular organizada em 3.780 horas-aula, a serem cursados em 10 (dez) semestres acadêmicos e, seguindo a legislação do Conselho Federal de Educação vigente na época de sua criação, o curso possuía 02 habilitações: Programação Visual e Projeto de Produto, que poderiam ser eleitas após o término das disciplinas de tronco comum.

No ano de 1991 foi criado oficialmente o Departamento de Design e Expressão Gráfica (DEG) através da resolução CONSUNI nº 001/91, sendo o primeiro chefe de Departamento o professor José Waldemar Gonçalves de Souza.

Cerca de dez depois, em decorrência de sugestões realizadas por avaliadores do MEC o curso iniciou um processo de reformulação, e em junho de 2007 foi finalizada a construção de seu novo Projeto Político-Pedagógico de Curso, resultado do esforço conjunto do corpo docente, técnicos, funcionários e representantes discentes. O projeto trouxe como principais características a extinção das habilitações e a implantação de uma estrutura curricular mais abrangente e que permitia ao aluno maior adequação ao mercado de trabalho atual e à característica dinâmica que a atividade adquiriu nos últimos anos.

Outra mudança foi a duração do curso, que passou a ser de oito períodos semestrais (quatro anos) com carga horária total correspondente a 3.105 horas  e uma visão mais atualizada fornecida aos alunos, permitindo a formação de um perfil renovado de egressos e mercado de trabalho. Foram também avaliados e reestruturados os processos de Trabalho Final de Graduação, Estágio Supervisionado, além de mecanismos mais eficientes de estímulo à Pesquisa e Extensão. A nova estrutura do curso de Design UFAM foi elaborada com base nas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Design (Resolução nº 5, de 8 de Março de 2004 - CNE/CES) e possibilitou ao aluno uma formação mais abrangente, alicerçada em uma reflexão teórica atualizada no campo das várias áreas do conhecimento e do próprio Design. O curso, em sua concepção, preocupou-se metodologicamente com o incentivo à aplicação da potencialidade e liberdade criativa, promovendo a consciência social, valorizando e reconhecendo a nossa história e tendo sempre como preocupação a consolidação de toda ética profissional.

Além das modificações estruturais, no novo Projeto Político-pedagógico optou-se pela alteração da denominação do curso, substituindo-se o termo Desenho Industrial por Design em sua divulgação e em seus editais de processo seletivo (PSM- Processo Seletivo Macro/ PSC- Processo Seletivo Contínuo).

Todo o esforço realizado na busca pela excelência no ensino de graduação em Design na UFAM foi recompensado pelos resultados cada vez mais promissores alcançados nas avaliações do ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e MEC. No ano de 2009, o curso já havia alcançado o conceito 4 (Quatro) e nas provas realizadas no ano de 2012 alcançou o conceito máximo – 5 (Cinco).

 

 

Fim do conteúdo da página